Azeite de Oliva: o Líquido Precioso

Tempo de leitura: 6 minutos

Olá querida, tudo bem com você?

Este post é sobre o Azeite de Oliva, o nobre óleo do Mediterrâneo. Sobre ele há tanto para falar, difícil até saber por onde começar 🙂

Hoje eu vou passar para você um pouco da história e algumas particularidades deste líquido precioso, extraído da azeitona, o delicioso fruto das Oliveiras.

Ramo de Oliveira
Ramo de Oliveira

Oliveira: a Árvore que vem de outras Eras

Árvore majestosa, de raízes profundas, cultivada há mais de 6 mil anos é conhecida também como a árvore de vida longa.

Pesquisando, descobri que ela atinge seu pleno desenvolvimento produtivo por volta dos 20 anos, mas é dos 35 aos 150 anos que alcança seu ápice na produção dos frutos. A partir desta idade começa a envelhecer e a produzir de forma irregular.

No entanto há registro de Oliveiras milenares. Em Portugal, se tem conhecimento de uma Oliveira com idade de  mais de 2800 anos. Incrível, não é mesmo?

Antiga Oliveira em Portugal
Antiga Oliveira em Portugal

Símbolo de vitória, perseverança, renascimento e paz, a Oliveira é uma referência Bíblica.

Segundo a Bíblia Sagrada, foi um ramo de oliveira no bico de uma pomba, solta por Noé, que veio anunciar o fim do Dilúvio e a Paz entre os povos. E foi também, em um horto de Oliveiras que Jesus Cristo meditou antes da Última Ceia com os Apóstolos.

A coroa com Ramos de Oliveira, simbolizava triunfo nos jogos Olímpicos na Antiga Grécia e permanece até hoje como símbolo das Olimpíadas.

Esta árvore tão ligada a cultos religiosos e a momentos solenes da humanidade é mãe de um fruto precioso que até hoje se faz presente em nossas vidas: a Azeitona.

Azeitona: o Fruto Precioso

Azeitonas
Azeitonas

Você sabia que, deste nobre fruto das oliveiras, é extraído o óleo que já nos tempos muito antigos alimentava o fogo das lamparinas dos povos europeus?

Ele servia, também, para temperar seus pães, conservar seus peixes, fritar suas carnes, aquecer seus corpos… e até para curar feridas!

A história nos conta que o cultivo das oliveiras chegou ao mediterrâneo através dos Fenícios e por lá ficou. Hoje, a região permanece responsável por 95% da produção mundial do Azeite de Oliva.

A Espanha, a Itália e a Grécia são os maiores produtores deste óleo milenar.

A Colheita: o Momento Mais Delicado no Processo da Extração do Azeite de Oliva

Campo de Oliveiras
Campo de Oliveiras

Mas, afinal: o que define um bom Azeite?

As inúmeras características das azeitonas são adquiridas através de seu terroir, ou seja, das condições do clima e do solo onde são cultivadas as oliveiras.

O terroir, além dos cuidados na hora da colheita, são os grandes responsáveis pela qualidade do Azeite!

Frutos maduros e colhidos de forma correta vão gerar um azeite de ótima qualidade.

Após a colheita, a azeitona passa pelo processo de transformação, onde os frutos são: triturados, prensados e decantados. Este processo deve ter início em até 48 horas após a colheita das azeitonas, pois sua deterioração é rápida.

Viu como uma colheita rápida e eficiente afeta é de grande importância para produzir um Azeite de Oliva de excelência?

A Transformação 

Azeite de Oliva
Azeite de Oliva

Depois desta etapa o “líquido precioso” deverá ser armazenado em condições ideais para preservar suas qualidades.

Em seguida, o azeite de oliva irá para a etapa de avaliação e classificação através de seu grau de acidez, cor, sabor e aroma.

Quanto menor a acidez encontrada, maior será a qualidade do Azeite de Oliva.

Agora, vamos aprender a classificar o Azeite de Oliva?

Classificação

Podemos encontrar três categorias de Azeite de Oliva:

  • Azeite de Oliva Extra Virgem: Com aroma e sabor primoroso sua acidez não pode ser maior que 1%
  • Azeite de Oliva Virgem: Com aroma e sabor primoroso, sua acidez não pode ser maior que 2%
  • Azeite de Oliva: É a mistura do azeite refinado com o Azeite de Oliva Virgem ou Extra Virgem. Seu aroma e sabor dependerá da quantidade de Azeite de Oliva Virgem ou Extra Virgem empregado na mistura e sua acidez não deve ultrapassar 1,5%

Ok, ok! Já conhecemos bastante sobre o Azeite. Agora, que tal falarmos do seu uso na gastronomia?

Na Gastronomia

Azeite de Oliva Servido
Azeite de Oliva Servido

O Azeite de Oliva é considerado uma gordura saudável.

E não é por acaso que a gastronomia do Mediterrâneo, berço do Azeite de Oliva, é conhecida  como uma das mais saudáveis do mundo.

Por esta razão você pode e deve cozinhar sempre com o Azeite de Oliva!

Para ir ao fogo você pode usar o Virgem. Já para alimentos crus e nas finalizações dos pratos, procure usar o Extra Virgem, pois ele enaltecerá o sabor de sua receita.

Garrafa de Azeite de Oliva
Garrafa de Azeite de Oliva

Bom, agora que você e eu estamos entendendo tudo de Azeite de Oliva, deixa eu te dar uma dica 🙂

Dica de Azeite de Oliva Aromatizado

Se você é uma apreciadora de Azeite de Oliva, experimente aromatizá-lo com ervas ou especiarias. Fica uma delícia!

Para isso, você pode usar alecrim, flor de manjericão, tomilho, alho, pimenta, canela, sal do Himalaia e até mesmo cogumelos.

E a minha dica é usar os ingredientes secos, pois desta forma a durabilidade do azeite será bem maior.

Ervas e especiarias
Ervas e especiarias

Modo de Fazer o Azeite de Oliva Aromatizado

Escolha um vidro bem bonito com tampa ou rolha (pode ser o próprio vidro do Azeite de Oliva).

Ele deve estar limpo e bem seco. Coloque alguns raminhos de ervas ou os ingredientes que você escolher e cubra com o Azeite de Oliva.

Feche o vidro e deixe assim, em lugar fresco, por umas 2 semanas. Depois deste tempo ele já estará aromatizado e pronto para ser consumido.

Azeite de Oliva Aromatizado
Azeite de Oliva Aromatizado

Aí então você pode usá-lo para cozinhar ou para saborear com pão, batatinhas assadas ou queijos.

E para finalizar este post, deixo uma dica especial para você: Convide os amigos para uma degustação de seus azeites aromatizados.

É uma forma deliciosa e prática de receber: azeites, pães e claro, um saboroso vinho para acompanhar!

Bom apetite 🙂


E se você gostou desse post, vai adorar o meu novo livro virtual:

Cardápios para Receber Amigos!

São 6 Cardápios Completos, com Drink de Boas Vindas, Entradas, Prato Principal e Sobremesa para você poder receber seus amigos e família com muuuuuito estilo!

Livro Cardápios para Receber Amigos - por Ceres AzevedoAo todo são mais de 32 receitas charmosas e descomplicadas, para você seguir um dos cardápios feitos por mim ou combiná-las e montar o seu próprio cardápio, e encantar seus convidados em uma noite memorável.

Se você gostou da ideia, clique aqui para saber mais sobre o livro virtual 😀

Vou ficar muito feliz se você puder me prestigiar e depois disser o que achou do livro!!

Com Carinho,
Ceres Azevedo
Facebook.com/CeresAzevedoPerfil

Ceres Azevedo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *